O amor vence o câncer: conheça a história de Ana Beatriz e Oscar

A Ana Beatriz, 19, andava inquieta pelos corredores do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo. Ela não gostava de ficar muito tempo no quarto. Ela estava internada para fazer exames relacionados ao Teratoma de Ovário, em 2017, quando conheceu a Vilma, que estava com o filho internado por lá. Ele, Oscar, 15, iniciando a quimioterapia para tratar uma leucemia, não gostava de sair do quarto. Até que um dia, Vilma convenceu o filho a dar uma volta. E foi quando os caminhos de Oscar e Ana Beatriz se cruzaram.

A conversa fluiu, o carinho surgiu, a preocupação um com o outro virou rotina. Não demorou muito, Ana Beatriz pôde sair do hospital e foi encaminhada para a Casa Ronald McDonald Belém. “Eu comentei com a mãe dele que iríamos para lá (a Casa) e ela disse que eles ficavam hospedados lá também. Ah, eu fiquei muito feliz”, comenta Beatriz, mais conhecida como Bia, na Casa, confessando que sentiu uma alegria sem explicação quando soube que eles se reencontrariam.

Um mês depois, ambos já na Casa Ronald Belém, Oscar criou coragem e pediu Bia em namoro. “Foi pelo celular, mas depois ele pediu pessoalmente”, diz Beatriz. Ela que não queria nenhum tipo de relacionamento, disse “sim”, pelo companheirismo demonstrado pelo Oscar.

“Nós sempre tivemos muito cuidado um com outro, além de um carinho enorme. Mas no início não foi tão fácil porque temos a diferença de idade de quatro anos, não somos da mesma cidade (ela é de Castanhal e ele de Paragominas) por causa das dificuldades da doença, mas passamos pelas alegrias e tristezas juntos e no dia 29 de maio completamos dois anos de namoro”, conta Ana Beatriz.

Hoje, Ana Beatriz faz o controle da doença e o Oscar em manutenção. Se eles fazem planos para o futuro? A resposta da Bia é simples e direta: “só queremos ter futuro”.

Foto: Tommy Souza